Como deve ser uma cozinha para delivery? Veja os diferenciais dessa modalidade

10 minutos para ler

O crescimento do mercado de delivery já vinha acontecendo nos últimos anos. Devido à pandemia de coronavírus, esse aumento acelerou. Com estabelecimentos de alimentação fechados ou em abertura com restrições, as entregas em casa se tornaram a saída para continuar funcionando e melhorar as receitas. Nesse contexto, a cozinha para delivery precisa contar com algumas especificidades e recursos, já que o fluxo de trabalho exige operações além das atividades do restaurante convencional.

Se você pretende aumentar o faturamento e a margem de lucro do seu negócio por meio da entrega de refeições ou até mesmo deseja ter seu próprio delivery, antes de começar a receber os pedidos, é muito importante saber o que é preciso para ter a cozinha para delivery ideal.

Quando o assunto é a entrega de refeições, devemos pensar além dos equipamentos básicos que não podem faltar em uma cozinha. Afinal, outros aspectos, como agilidade, limpeza, temperatura e apresentação do prato, fazem toda a diferença e podem até mesmo ser uma vantagem competitiva.

Por isso, neste post, além de explicarmos as necessidades de um serviço de delivery, mostraremos como uma cozinha para esse tipo de negócio deve ser equipada. Continue a leitura e confira!

Quais as necessidades de um serviço de delivery?

Segundo o Instituto Foodservice Brasil (IFB), só em 2018, o mercado de alimentação fora de casa ou via delivery movimentou R$ 205 bilhões no país. Estamos falando de um mercado em franco crescimento, especialmente em tempos de crise. Nos últimos 4 anos, esse mercado já cresceu mais de 30 vezes!

No entanto, se você trabalha com delivery, é preciso ter em mente que a modalidade serve, principalmente, para facilitar e simplificar a vida dos consumidores na hora de pedir comida. Diante disso, em função da velocidade em que as etapas devem ser executadas em uma cozinha para delivery, trata-se de um local que precisa estar muito bem preparado.

Até porque, se o atendimento nesse tipo de serviço não for ágil e de qualidade, possivelmente o cliente não voltará a fazer pedidos em seu estabelecimento e procurará pelo concorrente. Para que isso não aconteça, entre outras medidas, recorra a um sistema que permita monitorar todas as entregas.

O que acontece, em grande parte dos casos, é que o delivery é somente uma parte complementar das receitas do restaurante. Por não ser a fatia mais importante do faturamento, muitos restaurantes não se preocupam com os indicadores de desempenho no delivery nem com a experiência do cliente em casa. Se isso acontece, a qualidade do serviço acaba deixando a desejar e novos pedidos são bem menores do que poderiam ser caso o restaurante se esforçasse pela excelência no serviço.

Mas esse cenário está mudando! Muitos restaurantes têm visto esse mercado em crescimento e virado a chave para surfarem na onda desse crescimento.

Qual a importância de adaptar adequadamente a cozinha para delivery?

A cozinha para delivery precisa de adaptações e especificidades porque as exigências no mercado das entregas também são distintas. É preciso assegurar que a refeição chegue com agilidade e em ótimas condições para o cliente. Isso às vezes é um pouco complexo quando você divide a cozinha do salão com o delivery, mas pode ser facilitado com o apoio de uma cozinha exclusiva para delivery.

As cozinhas comerciais otimizadas para delivery, chamadas de dark kitchens, são uma forte tendência no momento atual. Quem aposta nessa solução precisa de um investimento inicial mais baixo, tem seus custos operacionais reduzidos, conquista mais clientes de uma maneira ágil e expande o negócio rapidamente.

É uma ótima alternativa para expandir os negócios sem os custos impactantes de manutenção de um salão e contando com uma mão de obra mais enxuta, já que não é necessário ter garçons. As dark kitchens possibilitam um crescimento mais rápido e menos burocratizado, pois elas já possuem segurança elétrica e toda a estrutura para a implementação da operação.

Quais os diferenciais necessários em uma cozinha para delivery?

Além das principais demandas existentes em um serviço de entrega em domicílio, conheça os pontos de atenção que não podem deixar de ser observados em uma cozinha para delivery, a fim de que seu negócio obtenha resultados extraordinários!

Equipamentos para a preparação do prato

A verdade é que cada tipo de culinária exige equipamentos diferentes, e as demandas de uma cozinha para delivery não são as mesmas de uma cozinha tradicional. Contudo, além de ferramentas importantes que todo tipo de negócio precisa para gestão, escritório e caixa, como telefone, computador, máquina de cartão etc., os equipamentos e máquinas necessários sugeridos para a preparação de vários pratos em uma cozinha para delivery, geralmente, são:

  • fogão industrial (seis bocas);
  • fornos combinados;
  • chapa;
  • geladeira;
  • freezer horizontal;
  • micro-ondas;
  • multiprocessador de alimentos;
  • cortador de frios;
  • extrator de sucos industrial;
  • fritadeira, entre outros.

Não só equipamentos otimizados, mas também focar em um layout otimizado e um fluxo de produção em série é vital para ter mais sucesso no delivery. Assim, toda a estrutura e a logística das operações precisam ser planejadas para o ganho de máxima eficiência e produtividade.

Empacotamento

De fato, uma embalagem bonita pode impressionar e até contar pontos, mas o empacotamento adequado é o que garantirá a satisfação do cliente.

Nesse sentido, se você quer manter seu produto próprio para consumo, saiba exatamente quais são as condições ideais para isso. Independentemente da necessidade de manter a refeição quente ou fria, escolha os materiais mais adequados e que atendam sua demanda da melhor maneira possível.

Manter a batata frita crocante ou a pizza quentinha para o cliente é uma obrigação e vai garantir boas avaliações e novos pedidos. O mesmo vale para o sorvete, que precisa chegar com boa aparência, ótimo estado e textura adequada.

Tecnologia integrada à cozinha

Em todos os mercados, a tecnologia tem influenciado positivamente os processos, e não é diferente no meio alimentício. Com o aumento da demanda por entregas e da concorrência, é cada vez mais importante usar tecnologias a seu favor para garantir a qualidade e mais vendas para o seu restaurante.

Além das tecnologias que os próprios aplicativos fornecem online, como o número de pedidos por dia e a taxa de cancelamento, alguns hardwares podem ajudar no processo dinâmico de uma cozinha.

A Hubster, por exemplo, tem um software que integra todos os principais aplicativos de delivery. Na parte de hardware, a empresa fornece uma impressora que padroniza a impressão de todos os pedidos. Isso contribui para a rotina do cozinheiro e dos outros colaboradores. O sistema conta também com um scanner para leitura e controle das métricas do delivery, como tempo de preparo e tempo de espera do motoboy.

Limpeza e higienização

De acordo com a legislação, nas cozinhas para delivery, é proibido o uso de vassouras, uma vez que limpar o chão com elas geralmente levanta poeira, contaminando os alimentos. Para substituí-las, portanto, é necessário optar por um tipo de esfregão ideal para higienizar o ambiente de maneira úmida, os chamados MOPs.

Outros itens também estão estritamente proibidos e devem ser abolidos das cozinhas para delivery em função da proliferação de bactérias, como a esponja dupla face e os panos de prato — utensílios bastante utilizados em cozinhas domésticas. No lugar deles, a recomendação é contar com esponjas de silicone ou fibra sintética e panos descartáveis multiuso.

Estrutura para aquecimento do prato

Em uma cozinha para delivery, tanto a forma de preparo da comida como a entrega têm grande importância. Além do tempo, da higiene e da embalagem usada, a estrutura para aquecimento do prato faz toda a diferença na hora de passar a refeição para as mãos do cliente.

Portanto, adotar uma estrutura firme e segura, que preserve o prato e seu aquecimento, é o básico que uma empresa dessa modalidade deve prover. Se quiser tornar a experiência do consumidor ainda mais completa e agradável, insira na entrega guardanapos, talheres, molhos e outros itens.

Gestão de pedidos

Uma cozinha para delivery precisa contar com alternativas para gerenciar os pedidos com mais agilidade, qualidade e precisão. Um sistema de informação integrado contribui para facilitar a circulação das informações e evitar equívocos na preparação dos pratos. Um software como o da Kitchen Central, por exemplo, permite monitorar a performance dos pratos em tempo real, além de viabilizar o controle financeiro e de vendas.

Distribuição de tarefas

Toda a operação precisa ser muito bem organizada em uma linha de montagem, com tarefas divididas entre os membros da equipe. As dark kitchens, nesse contexto, já contam com estrutura montada para a formação de uma linha de montagem otimizada e ágil.

Ergonomia

A ergonomia na cozinha para delivery contribui para a melhor eficiência do trabalho, para evitar adoecimentos ocupacionais e acidentes e para garantir maior dinamismo à operação. Assim, bancadas em alturas apropriadas, armários em locais de fácil acesso e equipamentos e recursos bem distribuídos contribuem para otimizar todo o trabalho e favorecer a qualidade de vida e saúde no trabalho.

Regularização

É fundamental que a cozinha para delivery esteja regularizada para funcionar, com todos os cuidados e inspeções providenciados. Isso garante a segurança do estabelecimento e permite que a empresa passe uma impressão positiva para o consumidor.

Gerenciamento de estoque dos produtos

A gestão de estoque em uma cozinha para delivery precisa ser realizada de forma efetiva e otimizada, para promover o melhor aproveitamento dos alimentos e evitar desperdícios. Outro problema que não deve ocorrer é a falta de um insumo.

Afinal, se isso acontece, é necessário providenciar reposição rápida, gerando a compra de um alimento a preço mais caro e, certamente, já havendo um atraso na logística de trabalho. Essas questões impactam diretamente a experiência do consumidor e não são muito positivas para a imagem do restaurante. Por isso, faça um planejamento e abastecimento de estoque muito cuidadoso.

Por fim, o maior diferencial de uma cozinha para delivery é a busca constante pela inovação. Seja no atendimento, no cardápio ou na gestão, a chave para o sucesso de qualquer negócio é sempre tentar tornar seus processos cada vez mais eficientes e se reinventar.

A Kitchen Central fornece cozinhas comerciais otimizadas para operações de delivery, contribuindo para que o seu restaurante possa se conectar com mais clientes e se expandir de forma ágil e descomplicada. Nossas cozinhas são construídas para tornar a sua operação mais eficiente sem a necessidade de operar diferentes tablets e/ou sites de aplicativos, de forma que o seu foco seja apenas fazer pratos de ótima qualidade.

Se quiser saber mais a respeito dessas soluções, aproveite e visite a nossa página para conhecer mais sobre as soluções da Kitchen Central!

Posts relacionados

Deixe um comentário