Custos fixos de um restaurante: como minimizá-los?

7 minutos para ler

Para uma gestão eficaz de restaurante, além de ter boas estratégias de vendas, também é necessário buscar por alternativas que contribuam para a redução dos custos fixos, uma vez que isso vai refletir diretamente nos resultados. Por essa razão, entender quais são eles, como impactam o caixa do negócio e, mais ainda, como é possível promover gastos menores contribuirá de forma direta para uma maior competitividade de seu restaurante.

Pensando nisso, elaboramos este material para que você entenda um pouco mais sobre esses custos fixos, além de trazer dicas práticas para adotar em seu estabelecimento. Continue a leitura e saiba mais!

Quais são os custos fixos de um restaurante?

O primeiro dos custos fixos de um restaurante é o aluguel, caso o espaço não seja do próprio proprietário. Nesse caso, não há muitas alternativas para a sua redução. No entanto, se você está começando o negócio agora, tem a possibilidade de buscar por um estabelecimento comercial que tenha um preço atrativo — ou, ainda, tentar negociar com o dono do local.

Além do aluguel, existem as contas básicas. Apesar de os valores de cada mês variarem um pouco, eles se enquadram como custos fixos, uma vez que, mensalmente, você precisa arcar com essas despesas. São eles: água, luz, internet, telefonia, entre outros. O ideal é ter uma média dos últimos três meses desses custos e fazer as suas projeções com base nessas informações.

Por fim, os salários e benefícios se enquadram nos custos fixos de um estabelecimento como o seu. Inclusive, é considerado um dos mais importantes, que exige um cuidado especial por parte de sua gestão. Afinal, se os seus profissionais não estiverem engajados, consequentemente, o atendimento também estará abaixo das expectativas dos clientes. Por essa razão, existem riscos de perder público para a concorrência.

Como reduzir os custos fixos de um restaurante?

Agora que você já sabe quais são os principais custos fixos de um restaurante, chegou o momento de entendermos como é possível reduzi-los. Veja!

Analise as contas

Inicialmente, existe a necessidade de analisar as contas do seu restaurante. Por essa razão, mapeie todos os gastos do estabelecimento, mesmo aqueles que tenham um impacto bem reduzido no caixa do negócio. Dessa forma, você tem a possibilidade de contar com uma visualização ampla para onde vai o destino de seu dinheiro, de forma que estabeleça estratégias focadas naqueles pontos que necessitam de melhorias.

Confie na sustentabilidade

Ser ecologicamente sustentável, além de trazer uma boa imagem do seu negócio ao público, contribuirá para uma redução direta nos custos fixos do estabelecimento. Entenda: se os seus profissionais forem educados a mudanças simples no dia a dia, as contas vão reduzir, além de contribuir para o meio ambiente. Entre as medidas, podemos destacar:

  • não deixar a torneira aberta enquanto estiver ensaboando os pratos;
  • manter as luzes de ambientes desocupados apagadas;
  • trocar lâmpadas comuns por LED;
  • desligar aparelhos quando eles não forem usados.

Além disso, verifique a possibilidade de apostar em fontes de energia sustentáveis, como a fotovoltaica. Apesar de ter um investimento inicial mais elevado, é algo que trará retorno a longo prazo — promovendo ganhos ao estabelecimento.

Examine os contratos com cuidado antes de fechá-los

Sempre que for fechar um contrato mensal (ou seja, que vai render mais um custo fixo para a sua gestão), o ideal é que haja uma análise cautelosa de todas as cláusulas e dos tópicos do documento. Se possível, renegocie valores, especialmente se a demanda de seu estabelecimento for alta. Além disso, busque ter negociação nos momentos de renovação — em vez de optar pela renovação automática que já vem com o acréscimo preestabelecido.

Ainda, sempre que for fechar com um novo fornecedor, entenda qual é a realidade do mercado, quais são os diferenciais dos principais concorrentes e faça diferentes orçamentos, de modo que você opte por aquele que combina com a sua realidade.

Conte com o apoio de profissionais qualificados

Profissionais qualificados para a contabilidade de um restaurante são essenciais para a saúde financeira do negócio. Antes, empresas com essa especificidade limitavam-se a fazer balanços e pagamentos de impostos. No entanto, hoje, essas pessoas têm uma visão muito mais estratégica dos negócios, de modo que contribuem para a expansão do estabelecimento e, também, para entender sobre a sua capacidade financeira.

Além disso, em situações difíceis, esses profissionais devem ser consultados para um estudo detalhado de como deve ser o controle do fluxo de caixa, quais são as principais medidas de contenção que devem ser tomadas de forma imediata, além de avaliar outras possibilidades do mercado, para que a empresa tenha custos reduzidos sem afetar a qualidade do serviço ofertado.

Aposte em diferentes mercados em seu delivery

Se a sua empresa já oferece serviços de delivery, existe a possibilidade de apostar em diferentes mercados. Entenda: com a expansão do seu negócio, há como optar por outros mercados no segmento de alimentos, vendendo salgados, doces e, até mesmo, produtos de outras nacionalidades. Dessa forma, você amplia o público de vendas, além de contribuir de forma direta para os bons resultados da empresa.

Nesse sentido, existem duas possibilidades: manter a mesma marca e mudar apenas algum elemento que permita essa diferenciação, ou criar marcas completamente distintas, de modo que nem mesmo o público saiba que é a mesma loja. O ideal é usar a criatividade e fazer um estudo do que melhor se encaixa na sua realidade.

Estude alternativas aos custos fixos

Por fim, o mais indicado é que a sua gestão estude alternativas para os custos fixos — o aluguel, por exemplo. Hoje, já existem as dark kitchens, estratégia mais indicada para aquelas empresas cujo foco é o delivery. Também conhecido como “restaurante fantasma”, é um estabelecimento que oferece apenas a opção para viagem, sem uma sala de jantar para que os clientes possam consumir no próprio local.

Nesse caso, o custo operacional será muito menor, uma vez que não há necessidade de arcar com gastos com garçons. Além disso, a localização em si não é uma preocupação tal qual é nos restaurantes tradicionais, justamente pelo principal foco de o ganho ser nas entregas.

Além disso, existe a possibilidade de dividir o mesmo ambiente com outros restaurantes. Nesse caso, se você optar pelas entregas via aplicativo, será uma alternativa muito mais otimizada, além de ter a possibilidade de entender de perto como o mercado está se comportando — traçando estratégias para resultados mais expressivos.

Neste conteúdo, você pôde compreender como reduzir os custos fixos de um restaurante e como as dark kitchens contribuem nesse sentido. Independentemente de qual for a situação de sua empresa, o ideal é buscar, de forma contínua, melhorias na sua gestão, além de estudar como o mercado tem se comportado em diferentes contextos. Assim, há a possibilidade de adotar as estratégias que se enquadram melhor na empresa.

Se deseja aprofundar um pouco mais no tema das dark kitchens, continue no blog e boa leitura!

Posts relacionados

Deixe um comentário