Como montar seu marmitex delivery?

6 minutos para ler

As vendas de marmitex delivery aumentaram muito durante a pandemia, porém, antes mesmo da COVID 19 aparecer, muita gente já trabalhava com as famosas quentinhas, marmitas ou marmitex. Acessíveis a um grande público, normalmente esses produtos têm um grande giro.   

Esse post traz um pouco sobre o que é preciso para você montar o seu negócio de marmitex delivery, assim como algumas ideias criativas para que a sua marmita já comece com um diferencial forte, que dê fôlego para a sua empresa, possa persistir e prosperar diante de tanta concorrência.

Pronto(a) para descobrir um pouco mais sobre o universo das quentinhas e aumentar a sua renda? Então, pegue um papel e uma caneta, separe um tempo para ler esse artigo e aproveite! Você está mais próximo(a) de abrir o seu próprio negócio do que imagina. 

Entrega de marmitas:  um mercado em franca expansão!

Segundo o serviço de apoio às micro e pequenas empresas (SEBRAE), entre 2014 e 2019 o número de negócios de marmitas cresceu 134% no Brasil. Mais do que uma tendência de mais consumidores comendo em casa, o crescimento também pode ser explicado pelo aumento de desempregados no mercado de trabalho, já que boa parte dos empreendedores do setor são microempreendedores individuais (MEI). 

No entanto, apesar dessa dura realidade, outros motivos também podem ter alavancado o setor, como a procura por marmitas específicas, como as fitness, saudáveis, vegetarianas, veganas, sem lactose, sem glúten, além do número cada vez maior de pessoas buscando praticidade no dia a dia, como famílias pequenas ou pessoas solteiras, sem tempo para cozinhar no dia a dia.

Dessa forma, as marmitex, vendidas congeladas ou frescas, são perfeitas para a implementação de novos hábitos de vida mais saudáveis, para mais agilidade na correria da rotina durante a semana, ou até mais como forma de economia, já que normalmente são mais baratas do que uma refeição em um restaurante. 

O que você precisa para começar sua venda de marmitex delivery? 

  • Fogão (industrial)
  • Geladeira (ou freezer horizontal)
  • Microondas
  • Liquidificador
  • Mixer
  • Ingredientes 
  • Embalagens 
  • Máquina seladora
  • Marmiteiro

Os itens acima não são obrigatórios, justamente por isso que as barreiras de entrada e infraestrutura inicial para você começar a vender marmitas são poucas. Não é à toa que a concorrência é grande e essa forma de empreendimento é utilizada para driblar o desemprego, como percebemos durante a pandemia. 

Por exemplo, se você já tem em casa fogão, geladeira, microondas e utensílios básicos como liquidificador e mixer, basta investir nos ingredientes do tipo de quentinha que irá entregar, em embalagens básicas de marmitas e em uma máquina seladora para fechá-las e dar o pontapé inicial. 

Lembre-se, ao lidar com alimentos, a limpeza do ambiente é extremamente importante para a saúde dos seus consumidores. Todo cuidado é pouco nesse sentido: então o uso de toucas, máscaras e luvas no preparo, assim como o controle de validade dos ingredientes é prioridade. Não arrisque manchar a sua reputação logo no início da jornada.

Entregas com veículo particular ou através de aplicativos de delivery? 

As entregas podem ser feitas com automóvel particular ou em parceria com motoboys de confiança, mas o ideal é que você registre a sua empresa para que seja possível vender os seus produtos através dos aplicativos de delivery. Assim você já terá acesso a um número muito maior de possíveis clientes, além de poupar seu tempo para focar na produção.

Você pode pensar também em investir em uma infraestrutura mais robusta e profissional, como uma das cozinhas fantasmas da Kitchen Central, que contam com tudo o que você precisa para escalar as suas vendas, desde um espaço de cozinha industrial, em um ponto estratégico da sua cidade, até o apoio logístico e de tecnologia necessários para que você foque apenas na qualidade das suas marmitex.

Devido à grande concorrência existente no setor, é fundamental que você planeje muito bem seus diferenciais e invista em marketing para se diferenciar entre os demais. Pensar no seu público-alvo, no sentido de que nicho você irá focar.

Da mesma forma, a embalagem e a sua identidade visual são importantes para se posicionar de forma diferenciada no mercado. Cartões de fidelidade, descontos progressivos, sobremesas e/ou bebidas de cortesia e o constante feedback (retorno) do seu cliente sobre a qualidade do produto também contam. Tudo isso ajuda a criar um elo com seu público, de modo que você possa fidelizá-lo ao longo do tempo.

Planejamento é o segredo para o sucesso!

Como você pôde ver, não tem muito mistério para você começar a venda marmitex delivery. O mercado está aquecido e existem boas oportunidades para investir de maneira inteligente, ao se destacar em meio a um mar de opções que os consumidores têm atualmente. 

Não esqueça de esboçar minimamente o seu plano de negócios: estabeleça metas, crie planilhas de controle de gastos, planeje investimentos futuros, diferencie-se e imagine onde você quer que a sua empresa esteja em um determinado espaço de tempo. No mais, capriche na qualidade e no sabor da sua marmitex. O seu tempero especial é que vai atrair cada vez mais clientes.

Sobre a Kitchen Central 

A Kitchen Central é uma empresa de cozinhas e pontos de vendas inteligentes, em locais estratégicos de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Brasília, que utiliza inteligência de vendas especializada para expandir o seu delivery.

Nossas cozinhas e pontos de vendas inteligentes são projetados para atender a todas as necessidades do mercado delivery, diminuindo os altos custos dos espaços tradicionais e as burocracias. Como cada negócio tem suas particularidades, os layouts podem ser personalizados e adaptados de acordo com as suas necessidades. 

Quer saber mais sobre como conseguir melhores resultados para seu delivery? Então, assine agora mesmo nossa newsletter e receba as melhores dicas sobre o mundo do delivery diretamente na sua caixa de entrada. Esperamos por você!

Posts relacionados

Deixe um comentário