Engenharia de cardápio: o que é e como fazer?

5 minutos para ler

Engenharia de cardápio: Você conhece o seu público? Os empreendedores geralmente afirmam que sim. Mas, em muitos casos, as demandas dos clientes não são consideradas na formação do cardápio ou preparação dos itens. Com isso, os consumidores ficam mais longe de finalizar um pedido ou voltar a pedir naquele restaurante.

Para evitar problemas do tipo, é necessário entender o que o cliente deseja, considerar os feedbacks e perceber quais são as práticas mais comuns dos clientes ao se deparar com um cardápio. É essa a preocupação da engenharia de cardápio.

Você sabe do que se trata? A seguir, vamos explicar como ela pode ajudar seu negócio e de que forma aplicá-la na prática.

Quais são os benefícios da engenharia de cardápio?

Veja abaixo o que seu restaurante tem a ganhar.

Aumento nos lucros

É a partir do cardápio que os clientes vão pedir os itens, não é mesmo? Portanto, acertar na hora de montá-lo significa que o seu público estará mais satisfeito e propenso a gastar mais. No delivery, isso é ainda mais necessário, já que em poucos segundos o consumidor poderá consultar outros restaurantes.

Por outro lado, quando há confusão na montagem ou mesmo desatualização nas informações, a tendência é que o cliente se sinta inseguro ao pedir determinados pratos e procure a concorrência.

Melhor conhecimento sobre a persona

Quanto mais informações você tiver sobre sua persona (perfil semifictício do consumidor ideal), maior será a chance de montar um cardápio que a agrade. Por isso, é fundamental atentar aos feedbacks recebidos para pensar em mudanças que possam agradar aos clientes.

Otimização de itens

Entender quais são os produtos mais queridos e rentáveis para o seu negócio aumenta a organização do restaurante. Assim, você poderá excluir do menu pratos que não agreguem à marca, otimizando o número de itens a serem comercializados, bem como os produtos que precisam ser adquiridos para a elaboração dos pratos.

Como fazer uma engenharia de cardápio?

Chegou a hora de revolucionar seu próprio menu. Veja como começar!

Otimização para conversão

Cardápios extensos, com muitas opções geram dúvida ao cliente e podem diminuir as vendas. Se você deixa o cardápio enxuto, com menos opções e mais direto, o cliente que entrar no cardápio tende a escolher e fazer o pedido mais rápido (menos chance de perder a venda).

Além de um cardápio enxuto, facilitar a vida do cliente na hora do pedido pode ser uma salvação para aumentar a conversão. Quando menos cliques o cliente tiver que dar para fazer o pedido, menor a chance de ele desistir no meio do caminho!

Reunir as informações necessárias

Em primeiro lugar, saiba qual é o valor gasto para a produção de cada item no menu e quais são os produtos mais pedidos no restaurante. Tenha em mãos também indicadores como o ticket médio. Com essas informações, você saberá quais são os itens mais rentáveis (que rendem para a empresa), além dos mais pedidos e queridos pelos consumidores.

Os pedidos que têm a melhor conversão devem ficar mais ao topo do cardápio!

Pensar no visual do cardápio

É interessante privilegiar os pratos que são mais rentáveis e, ao mesmo tempo, desejados pelo público. Tente também manter a menor quantidade de itens possível no seu menu. Com isso, o cliente não se sentirá perdido (o que leva ao desejo de procurar por outros restaurantes) e você terá uma melhor gestão dos produtos que devem ser adquiridos.

Também é importante organizar o menu de acordo com o tipo de prato. Entradas, pratos principais e sobremesas devem estar em categorias diferentes, por exemplo.

Dica: se tiver pratos vegetarianos ou veganos, crie uma categoria separada para eles! Isso pode ajudar seu restaurante a alcançar e converter um novo público!

Controlar as informações

Nenhum cliente quer fazer um pedido e depois descobrir que ele não está mais disponível, certo? Por isso, verifique sempre se as informações ainda procedem e faça as alterações necessárias.

Com a engenharia de cardápio, seu restaurante se torna mais profissional e pronto para atingir as expectativas dos consumidores, o que é fundamental para não só vender, mas fidelizá-los. Nesse sentido, sempre leia os feedbacks dos clientes e aproveite para realizar mudanças que agreguem valor ao menu e ao prato.

Esse ebook foi feito pelos nossos especialistas para ajudar com dicas práticas a sua otimização do cardápio! Não deixe de conferir!

Quer receber outras dicas sobre como transformar seu restaurante em um negócio mais rentável? Então, assine agora mesmo nossa newsletter. Esperamos por você!

Posts relacionados

Deixe um comentário